Conto “O presente de Natal”

Dezembro 18, 2016

Certa vez, um menino acordou na véspera de Natal, muito feliz. No dia seguinte era o aniversário do menino Jesus e o tão esperado dia em que o Pai Natal (todos os anos) o vinha visitar.

Esperou ansiosamente pelo cair da noite e só foi para a cama muito tarde. Queria muito estar com o Pai Natal mas o sono era tanto que adormeceu.

Na manhã de Natal correu para a sala, viu que o seu “pé de meia” não estava na lareira e que também não havia nenhum presente em casa.

O seu pai, desempregado, com os olhos cheios d’água, observava-o atentamente e tentava ganhar coragem para lhe explicar que o seu sonho não existia.

Com o coração despedaçado chamou-o:

– Vem cá filho!

– Pai? Então…? O Pai Natal esqueceu-se de mim?

O pai abraçou-o.

– Ele também se esqueceu do Pai?

– Não filho… o melhor presente que eu poderia receber na vida está agora nos meus braços. Fica tranquilo pois eu sei que o Pai Natal não se esqueceu de ti.

– Mas todas as outras crianças estão a brincar com seus presentes nos jardins. Veja lá fora… acho que ele se esqueceu da nossa casa.

– Não se esqueceu filho!

Os dois saíram e caminharam sem rumo. Chegaram a um parque, entraram e por ali ficaram a brincar. Divertiram-se durante todo o dia, regressando a casa só ao cair da noite.

O menino mal entrou, já muito cansado, foi para o seu quarto e decidiu escrever um bilhete ao Pai Natal:

“Querido Pai Natal,

Quero agradecer o presente que me deu este ano. Espero que nos próximos Natais, faça com que o meu pai se esqueça dos problemas, para termos uma tarde maravilhosa como a de hoje.

Hoje descobri que não são os brinquedos que me fazem feliz, mas sim o verdadeiro sentimento que está dentro de nós e que o senhor desperta todos os Natais.

Obrigado.”

Conto “O presente de Natal”

 

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.