Tão terna e carinhosa

Janeiro 17, 2016
sono

Ontem foi mais uma tarde de descanso. Com muita chuva e frio, lá fora, decidimos ficar por casa. Escolhemos um filme e toca a aproveitar para ficar no quentinho a descansar. Por muito que o filme seja bom, estar no sofá, convida sempre a umas agradáveis sestas.

As pilhas da Maria têm uma voltagem muito elevada. Dormir para ela, só na cama e durante a noite. De manhã também lhe sabe muito bem e ao fim de semana aproveita ao máximo. Hoje não foi excepção, por isso as baterias estavam totalmente carregadas.

A Matilde já é diferente! Tem uma hora certa para se deitar, mas levanta-se sempre bem cedinho. Já durante o dia nunca dorme. O Tomás como adolescente que é, os horários já são diferentes, adora tirar umas belas sonecas durante a tarde.

Mal começou o filme a Maria foi para o lado do irmão e deitou-se com ele no sofá. Queria atenção, não estava para ali virada. A televisão pouco ou nada a cativa. O Tomás já está habituado a estas “andanças” e vai brincando com a irmã, enquanto vê o filme.

Mas hoje o cansaço não lhe deu hipótese. Uns minutos depois do filme começar, ferrou a dormir. A Maria, deitada ao seu lado, manteve-se sempre acordada. Enquanto o irmão dormia (o sono dos justos) a Maria, com um ar feliz e realizado, fazia-lhe festinhas na cara.

Não parou nem um segundo. Durante mais de uma hora, velou o sono do irmão, de uma forma tão terna e carinhosa como só mesmo ela o sabe fazer! A Maria é assim…

A Mãe da Maria (Ana Rebelo)

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.