Sugestão de leitura – por Rita Bulhosa

Julho 22, 2016

Como soletrar o amor que está contido no nosso mundo, na nossa vida?

Com mais amor ainda! Com determinação e coragem para conseguir mostrar o nosso mundo, aos outros, de forma clara e sincera.

O certo é que não é tarefa fácil. Ainda mais porque, não é qualquer um, que tem a humildade e a força de vontade para mostrar ao outro o seu mundo, sem filtros, tal e qual como ele é.

O nosso mundo, que é tudo menos encantado, contém mil e uma coisas, essas coisas de que vos falo são: as nossas seguranças e inseguranças, os nossos fracassos, os nossos erros, as nossas batalhas ganhas, ou seja, as nossas vitórias. Tudo mesmo tudo.

Não é fácil dar a conhecer, aos outros, “o nosso mundo” que está repleto de todas estas emoções, de ânimo, leve e sem nenhum tipo de receio, porque, a verdade, é que a partir do momento que nos expomos desta forma, já não há tempo para arrependimentos nem inseguranças. Temos sim é que seguir em frente e reforçar a mensagem que, num determinado momento, temos vontade de partilhar com os outros.

A pessoa a quem me quero referir em especial neste texto, achou por bem partilhar com os outros, o seu mundo, em forma de livro. E só vos digo, fez isso tão mas tão bem.

Pois é! A mãe Ana Rebelo, mais conhecida, pela Mãe da Maria, ganhou mais uma vez coragem, que é coisa que tem para dar e vender, deixou-se levar embalada pelas palavras e transcreveu para livro um testemunho impressionante na primeira pessoa sobre aquilo que mudou na sua vida há 16 anos atrás.

Naquela época, mãe de primeira viagem, a mãe Ana teve de fazer várias escolhas das quais não fazia a mínima ideia qual iria ser o resultado…E muito menos qual iria ser o impacto dessas tais escolhas na sua vida.

Mesmo assim, fez as escolhas que lhe pareceram ser as certas, e algures no meio do incerto, fez a mais importante delas todas: ser feliz.

Confesso que já acabei de ler o livro há já algumas semanas, mas a verdade é que ainda não tinha conseguido fazer um jogo de palavras que transparecesse a grandiosidade deste livro.

É um livro em que nos apercebemos desde a primeira página até à ultima que os últimos dezasseis anos desta família estão envoltos em emoções fortes, muito fortes.

Através  deste fantástico exemplo, facilmente percebemos que, para sermos verdadeiramente felizes, devemos olhar para o passado como uma batalha que de alguma forma, conseguimos vencer. Para o futuro com muita esperança, um sorriso aberto e com a plena consciência de que é preciso permanecer confiante e com a mesma vontade de sempre para vencer as batalhas que ainda hão-de vir.

Aqui a sugestão! Leiam o livro “A MÃE DA MARIA”. Tenho a certeza que não vão conseguir ficar indiferentes ao “jogo de palavras” contido neste livro que essencialmente nos soletra amor, o amor que une esta família linda.

Rita Bulhosa | Aos olhos da Rita

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.