Seres perfeitos

Março 11, 2018
FullSizeRender-4

Sem o intuito de esbarrar em concepções sociais ou morais de excelência, este texto é sobre seres perfeitos. Não perfeitos sob a designação usada de perfeição, mas perfeitos pelo conceito de capacidade, suficiência e necessidade. É sobre gente que não impõe rótulos nos sentimentos e podem causar estranhamento, encantamento ou tudo ao mesmo tempo.

É sobre gente capaz, suficiente e necessária, que representa a primavera em qualquer época do ano: expulsam os medos e conquistam aquilo que couber, entregando-se por uma hora, um dia, um mês, um ano ou uma vida.

São aqueles que nos decifram pelo olhar e asseguram que as portas podem ser abertas, que as paredes devem ser derrubadas e não é vantajoso reconstruí-las, para que o sol entre.

São seres que aparecem sem serem anunciados, de boca escancarada com um sorriso ao nos avistar, e paralisam ao nosso lado, fazendo de momentos, eternidade. E sempre que nos abraçam, trazem a sensação de lar.

Para essas pessoas podemos contar os sonhos, delirar despreocupadamente, viver o melhor do futuro no presente, o melhor de nós, na versão mais fiel de nós mesmos.

Com elas conversamos sobre tudo o que se encaixar ou ficamos em silêncio, porque no silêncio há tanta voz, tanto a revelar e elas saberão ouvir com a mesma intensidade que nós.

Para cada um de nós há seres perfeitos. Afortunados são aqueles que têm o privilégio de os identificar.

A mãe da Maria (Ana Rebelo)

 

 

Também Poderá Gostar

1 Comentário

  • Responder Seres perfeitos - Baby Blogs Portugal Março 12, 2018 em 00:18

    […] São aqueles que nos decifram pelo olhar e asseguram que as … Ver artigo completo no Blog […]

  • Deixar Comentário