Oh Ricardo….um abraço!

Julho 9, 2015
Ricardo Carriço e Maria

Há amizades que não se conseguem descrever! Até podemos tentar escrever umas linhas, mas só mesmo assistindo à troca de olhares e à cumplicidade (ao vivo e a cores) se consegue sentir. A Maria tem muitos amigos, é meiga, carinhosa, afável e mesmo quase sem falar consegue distribuir carinho por todos aqueles com quem se cruza. Tem dias em que de um momento para o outro se lembra de alguém e simplesmente começa a chamar. Já há uns dias que não vê o “tio” Ricardo Carriço e ultimamente têm-se lembrado várias vezes, mas tem acabado sempre por lhe passar.

Hoje logo pela manhã, a caminho do colégio, íamos as duas nos nossos pensamentos e de repente do nada começou a chamar tio Ricardoooo. Oh Ricardooo…. Perguntei-lhe – Oh Maria, queres falar com o “tio” Ricardo? E ela respondeu muito rápido – Não!

Lá continuámos e mais uns segundos outra vez…. Em cada sinal vermelho que parava, olhava para trás e perguntava – Maria o que queres, tens saudades do Ricardo? – e respondia – Não! Isto durou todo o caminho e eu sem conseguir perceber o que ela queria. Não fosse tão cedo, confesso que teria agarrado no telemóvel e tinha-lhe ligado, para ela ouvir a sua voz.

Finalmente chegámos à porta do colégio, parei dei a volta ao carro, abri a porta e a primeira coisa que me disse…Ricardo…Oh Ricardo! Já impaciente resmunguei – Oh Maria, tens que me dizer o que queres, há mais de um quarto de hora que estamos nisto e cada vez que a mãe te faz uma pergunta tu dizes sempre que não! Vá lá diz o que queres do tio Ricardo? A Maria olhou para mim encolheu os ombros e disse – tio Ricardooo…um abraço! Sei que não era para mim, mas quem lho “roubou” fui eu e que grande abraço recebi.

Cá está uma amizade que não se descreve, mas sente-se! A Maria sabia que não queria falar, que não tinha saudades, só queria mesmo “aquele abraço”. Sei que é mágico…e tenho a certeza que é por isso que o Ricardo Carriço o apelidou de “O melhor abraço do mundo”. A Maria é assim!

Pel´A Mãe da Maria

 

 

Também Poderá Gostar

2 Comentários

  • Responder Ricardo Fonseca Julho 18, 2015 em 11:26

    Parabéns! Parabéns mãe da Maria.
    Emoção, alegria, orgulho, motivação, foram algumas das emoções e sentimentos que vibraram em mim ao ler o vosso blogue, ao conhecer a Maria.
    Como enfermeiro pediátrico, lidando há 9 anos com crianças com doença crónica, sinto me mais humano, um ser mais evoluído por ser aprendiz de grandes pequenos mestres de vida, como a Maria.
    E que bom que é ver o seu sorriso, sentir o seu amor sem ser necessário palavras… Basta um olhar…basta sentir e apreciar.
    Grato pela sua partilha!
    Ao seu/vosso dispor!
    Até já
    Um abraço a si e à Maria 😉

    • Responder Ana Rebelo Julho 23, 2015 em 12:36

      Olá Ricardo, Que bom foi ler o seu comentário. Como diz é muito bom ser aprendiz destes grandes mestres de vida. Obrigada pelas suas palavras e é muito bom saber que está por aí. Um abraço e até já

    Deixar Comentário

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.