Pessoas com deficiência: a nossa maior minoria?

Março 17, 2016

A deficiência é um conceito relacionado a fenômenos sociais que percorreu um longo caminho nas diferentes sociedades tendo passado por significados diferenciados – começando pelo discurso místico até à compreensão moderna como patologia ou manifestação da diversidade humana.

Hoje, movimentos políticos e teóricos, como os modelos sociais da deficiência, permitem que as pessoas tenham melhores instrumentos de reivindicação para garantirem os seus direitos previstos nas sociedades democráticas.

As diversas expressões da deficiência, desde as representadas por restrições de habilidades mais leves às deficiências graves, exigem do Estado ações e instrumentos legais que permitam a construção de uma proteção social às pessoas deficientes. A proteção social pode-se expressar por meio de políticas de inclusão seja no mercado de trabalho, ações de inclusão na educação ou políticas de assistência social.

Os estudos sobre deficiência devem estar na agenda de pesquisa portuguesa nos próximos anos. Não apenas pela incidência de pessoas deficientes na população portuguesa (cerca de 6% da população), mas, principalmente, pela falta de ações políticas e acadêmicas sobre o assunto em todo o país.

Uma minoria populacional significativa, como a de pessoas com deficiência, mas que, no entanto, não ascendeu ao patamar de minoria política com expressividade no cenário nacional, necessita de um campo de estudos consolidado, sobretudo para a afirmação e garantia dos direitos de cidadania.

Adaptação do texto People with disability 

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.