Pai, 5 anos de saudades

Maio 6, 2018

Ainda hoje tenho saudades do meu pai, todos os dias. Conforta-me saber que entre mim e ele não ficou nada por dizer, mas sei que teríamos coisas para conversar todos os dias. E por muito tempo que passe, sei que aquilo que mais me continuará a pesar dentro do peito é a falta que eu sinto dele todos os dias.

Nunca me esquecerei da forma como parecia sempre que não me dizia nada e acabava por mudar tanto o meu caminho. Que mesmo sem me dizer para onde ir, me punha a pensar. E que, acima de tudo, tinha uma característica da qual acho que todos nós precisamos: saber apoiar incondicionalmente. Sempre que eu tomava uma decisão, mesmo que ele não concordasse, fazia questão de me dar os parabéns. O meu pai gostava de mim porque sim.

Excerto do livro “A mãe da Maria”

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.