Óscares, cinema?

Fevereiro 29, 2016

Na madrugada de domingo ainda comecei a ver os Óscares, mas às duas da manhã resolvi que estava mais que na hora de descansar.

Resultado, mal acordei fui direitinha para a internet ler tudo o que estava disponível. Num instante fiquei a saber quem tinha ganho as belíssimas estatuetas. Entre os discursos, os vestidos, as histórias de amizade que se revelam na passadeira vermelha, li tudo e nuns minutos fiquei completamente dentro do glamour da gala.

Na viagem para o trabalho dei comigo a pensar nos filmes premiados. E não é que não conheço nenhum? Mas afinal há quanto tempo é que eu não vou ao cinema? Confesso que já nem me lembro.

O dia passou, mas aquela ideia não me largou. Mal entrei em casa, olhei para os quatro e disse:

– Estive a ver o resultado dos Óscares e não conheço nenhum dos filmes. Acham normal que eu já nem me lembre quando foi a última vez que fui ao cinema?

Ficaram todos de olhos esbugalhados e não teceram comentários. Estranhei este silêncio, mas continuei com o que tinha a fazer e fui esquecendo o assunto. Meia hora depois senti que estavam a tramar alguma. Ignorei para não atiçar mais a minha curiosidade.

Mas a surpresa chegou. Eram dez da noite, quando entraram os três no meu quarto. A Maria vinha com o ar sorridente e trazia com ela um papel. Esticou a mão e ofereceu-me. A Matilde e o Tomás disseram em coro:

– E na categoria de melhor mãe do mundo, o óscar vai para… Ana Rebelo!

Ahaha! Estava eu frustrada por não ir ao cinema e afinal acabei por ser galardoada com uma estatueta de papel, do melhor prémio que pode existir no mundo! Obrigada filhos…mas em breve tenho mesmo de ir ao cinema.

A Mãe da Maria (Ana Rebelo)

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.