Obrigada Pais!

Julho 11, 2018
FullSizeRender-21

Pais, a vida tem compromissos urgentes e sérios. Obrigada por me terem avisado e mostrado cada um deles. Obrigada por não me terem omitido a dureza do mundo. Obrigada por não me terem protegido.

Sei que não foi fácil assistirem a cada queda, a cada erro meu. Diziam que se eu esperneasse era pior. E até hoje lembro-me que se espernear é pior. A vida é um grande levanta-e-cai. Obrigada por não me terem dado um quarto cor de rosa. Obrigada por não me terem construído um castelo ilusório.

Pais, obrigada por me terem comprado mais pares de livros que de brinquedos. Obrigada por me terem mostrado que tudo custava a ganhar.

Ainda bem que não criaram uma princesa. Ainda bem que não me sustentaram nenhuma vaidade, porque me fizeram ver que eu era muito mais que isso.

Criaram-me para o mundo, e este, o mundo real, não poupa as princesas. Obrigada por não me terem criado para  ficar à espera do príncipe e do cavalo branco que resolveria todas as minhas aflições. A vida quer é gente de peito aberto, coragem e cara para bater.

Pais, a minha cara pode ficar dormente, mas não desisto. Tropeço e reequilibro-me de novo. Da maneira que sei e posso. O que não posso, pais, é negar o que me ensinaram. Obrigada por me terem criado assim!

A mãe da Maria (Ana Rebelo)

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário