Não é bem assim

Março 31, 2017

Já lá vão uns bons anos que ando por aqui e parece que a cada dia me sinto a renascer com tanto que vou aprendendo.

Muitas são as vezes que me julgo crescida e entendida, sobre muitas questões, mas lá vem a vida e troca-me as voltas.

Ser uma sonhadora otimista tem muito que se lhe diga. Não há dia em que não acorde a acreditar nas pessoas. Na bondade natural do ser humano. Não sei se será por principio, mas acredito sempre que todos são bons.

Aos 42 anos, pela primeira vez cheguei à conclusão que não é assim. Alguns à minha volta, mais racionais que eu, muitas vezes me puxam para a terra e dizem-me convictos:

– Não é assim, mas se isso te faz feliz, continua que nós estaremos aqui!

Sim, cheguei a essa conclusão! E então? Porque é que não hei-de continuar assim? Uma certeza tenho, não se combate a maldade com maldade, mas sim invertendo esta vontade. Por isso não há mal que me faça mudar e deixar de acreditar, imaginar e sonhar com um mundo perfeito e acima de tudo humano!

Se a Maria me demonstra diáriamente que é tão simples ser-se assim, quem sou eu para me deixar enrigecer e amargar por algumas vezes vislumbrar que não é bem assim?

A mãe da Maria (Ana Rebelo)

Também Poderá Gostar

1 Comentário

  • Responder Maria de Jesus Nunes Abril 1, 2017 em 20:16

    Faço minhas as suas palavras… mas existem dias que acabo por perceber que a maldade perdura…
    Mas quero continuar a acreditar que existirão dias mais perfeitos e que todos acabarão por serem mais felizes e de bem com a vida. E apesar de tudo que nos envolve é assim que pretendo que as minhas filhas cresçam e sejam felizes com elas próprias e sem que a maldade lhes invada o coração. Beijinhos e bom fim de semana

  • Deixar Comentário

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.