Falta de tempo, ou desculpa?

Dezembro 18, 2017

Ontem quando me fui deitar, passei o meu dia em revisão e só me vinha à cabeça uma das maiores dificuldades dos dias de hoje: a falta tempo.

O tempo escasseia cada vez mais. E como se já não fosse mau, esta falta de tempo só existe para as boas coisas (da vida). Quando se trata de termos tempo para trabalhar, para fazer tarefas cansativas, para dizer mal esse tempo (que tanta falta faz) aparece sempre. Acho que se não travarmos esta onda, qualquer dia seremos apenas mais umas máquinas infelizes e coitadas.

Vamos lá acordar, vamos parar de fazer aquilo que nos traz tristezas e vamos puxar por tudo o que nos faz felizes. Comecemos por arranjar tempo todos os dias para os amigos, para a família, para elogiar, para motivar, para pensar, para ler, para ouvir música e até para dormir.

Sabem que mais, parece-me que isto de sermos escravos da “falta tempo”, tem muito que se lhe diga, pois quem gere o tempo somos nós. Pensemos bem antes de fazer esta afirmação, pois muitas vezes não é bem falta de tempo mas sim de prioridade. Quando queremos muito uma coisa não há desculpa, não há falta de tempo, não há cansaço nem horas. Não há nada que nos impeça de fazer ou estar ali!

O irmão da Maria (Tomás Rebelo Pires)

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.