Como ensinar as crianças a respeitar as diferenças

Outubro 18, 2015

Antes de podermos ensinar, o que quer que seja, precisamos de pensar como agimos. Como primeiro passo deveríamos responder a uma pergunta muito simples – como lido eu com a diferença?

Os seres humanos são todos iguais, ainda que alguns valores se diferenciem. Por esta razão o respeito à diferença, ao diverso, às distintas culturas e raças, também deve fazer parte da educação que damos aos nossos filhos.

Ensinar as crianças a serem tolerantes é muito importante. Todo aquele que aprende e compreende a diferença, terá maior facilidade em ultrapassar os desafios que a vida lhe apresentar. E o sucesso no mundo de hoje (e amanhã), depende em grande parte da capacidade de entender, apreciar e trabalhar com a diversidade humana.

Mas ensinar como?

Como todas as atitudes o respeito à singularidade é, na maioria das vezes, aprendido de forma subtil. Mesmo antes de poderem falar, as crianças imitam os pais, desenvolvendo os seus próprios valores e espelhando as atitudes das pessoas mais próximas. Os pais que demonstram tolerância na vida, transmitem aos filhos um valor inestimável de sucesso para a sua vida. Como resultado, os seus filhos também aprendem a aceitar e admirar as diferenças.

Aqui ficam algumas ideias para ensinar os nossos filhos a respeitar a diferença:

  • Observe as suas próprias atitudes. Tenha e demonstre, sempre, uma atitude de respeito pelos outros;
  • Lembre-se que as crianças ouvem tudo. Esteja ciente da maneira como fala sobre pessoas que são diferentes de si. Não faça piadas que perpetuem estereótipos. Embora algumas dessas piadas possam parecer inofensivas, elas podem desfazer as atitudes de tolerância e respeito;
  • Reconheça e respeite as diferenças dentro da sua própria família. Demonstre a aceitação das diferentes habilidades, interesses e estilos entre os seus filhos. Valorize a singularidade de cada membro de família;
  • Ajude seu filho a sentir-se bem consigo mesmo. Crianças que se sentem mal consigo mesmas, muitas vezes tratam mal os outros. Crianças com boa auto-estima, são mais propensas a tratar os outros com respeito. Ajude o seu filho a sentir-se respeitado e valorizado.

A mãe da Maria (Ana Rebelo)

 

Também Poderá Gostar

2 Comentários

  • Responder Emília Homem da Costa Outubro 20, 2015 em 09:11

    Tolerância e respeito pela diferença. Fundamentais!
    Obrigada, Ana Rebelo, por partilhar connosco reflexões e conselhos essenciais.

  • Responder Vanessa Santos Pereira Dezembro 31, 2017 em 01:16

    Li e adorei o texto, sei bem o que passo com crianças fazendo fusquinhas, deixando meu filho de lado, o isolando de outras crianças até na escola, aprendemos a viver as diferenças, mas qdo presenciamos, à como é difícil!
    Tenho presenciado muito isso com meu filho, e me entristeço, como dói para uma mãe que ensina, que educa, que mostra as diferenças, que pega no pé toda vez pra sair um obrigado e qdo houve espontâneo se orgulha!
    Meu filho é especial, pro mundo é muito mais para mim, me ensina a cada dia que Deus me presenteou.

  • Deixar Comentário

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.