Carta a 2 mãos e 1 sorriso

Março 18, 2017

Querido Pai,

Neste dia do Pai resolvemos escrever uma carta especial. Eu, como a filha mais velha, inspirei a mãe com um sorriso para me ajudar a passar para o papel aquilo que sinto. Pedi ainda aos manos, para cada um dar uma mão e escreverem a parte deles. Ora cá vamos:

Maria: Pai não é coisa de um dia, são pensamentos, palavras e ações. Sementes plantadas ao longo do tempo. Coração aberto, interesse responsável, fortes laços de sangue que funcionam. Estar presente em sintonia perfeita, alma encontrando alma! Ser Pai é dar Amor Incondicional. É vibrar e torcer a cada nova conquista minha e deixar para trás as tentativas que não deram certo. Ter coragem de expressar os sentimentos e as emoções. Obrigada pai por seres tudo isto e muito mais.

Tomás: Nem todo o pai é Pai. Pai é aquele que cuida, educa, que se preocupa. Eu tenho a sorte de ter um SUPER PAI,  que cuida de mim, preocupa-se comigo (até demais) e sempre que eu preciso está ao meu lado. No final de contas não há palavras para o descrever. Não troco o Pai Jorge por nada!

Matilde: Pai é uma palavra aparentemente fácil de aprender (três letras apenas), mas que carrega em si uma enorme responsabilidade e principalmente um grande amor.

Bem se for tão grande, como o de filha para pai, é um amor incomparável. Um amor que nasceu comigo e que permanecerá para sempre no meu coração. Um amor que não me foi ensinado pelos professores, mas que aprendi no primeiro dia em que o conheci. Um amor que agradeço a cada dia por ser tão presente na minha vida. Porque ser pai, é ser um herói, o meu pai será sempre e para sempre o herói da minha vida.

Feliz dia do Pai!!!

Maria, Tomás e Matilde Rebelo Pires

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.