Boas mães erram todos os dias

Maio 14, 2017

As mães que nunca erraram, pelo menos uma vez por dia, que atirem a primeira pedra.

A função mais difícil de desempenhar no mundo é a maternidade. Se fomos educados com muitas restrições, tentamos que os nossos filhos tenham menos e se crescemos com muita liberdade, queremos que os nossos filhos, tenham mais limites.

É mesmo difícil encontrar o meio termo, pois no caminho do meio, o que funciona com um filho (e comigo), talvez nem funcione com outro filho.

Educar é andar na corda bamba diariamente. Há situações que podemos parar para pensar como agir, mas outras precisam de intervenções rápidas. Haja equilíbrio!

A mãe que no final do dia, pensa: ” Hoje errei com meu(s) filho(s), podia ter feito de outra maneira”, é mais sensata do que a mãe que não se questiona e acha que fez tudo certo.

Afinal, nós, mães somos seres humanos e atrapalhamo-nos com a educação dos nossos filhos. Está sempre em vantagem a mãe que percebe que errou, numa determinada situação, pois é a partir dessa consciencialização que pode mudar a sua atitude. Educar é mesmo difícil e se estiver fácil, pode haver algo muito errado.

Eu sou uma mãe que erra todos os dias!

Fonte contioutra.com | Adaptação do texto As boas mães erram todos os dias

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.