As nossas extraordinárias irmãs

Novembro 22, 2015
unnamed-7

O Tomás e o Diogo, são os melhores amigos. Nada os separa. Este ano mesmo estando em turmas diferentes, sempre que conseguem, nem que seja apenas por uns minutos, juntam-se. São os dois muito diferentes (um do outro), mas divertem-se e respeitam-se imenso. Dá gosto ver a amizade deles a crescer de dia para dia. No meio desta diversidade eles têm algo em comum, uma gigante admiração pelas suas irmãs mais velhas.

Para o Tomás a Maria é a sua primeira prioridade. Para o Diogo, o orgulho que tem pela irmã, salta à vista de qualquer um. Hoje foram passar o dia juntos. Lembrei-me de os desafiar para escreverem umas linhas sobre as irmãs. E eles escreveram.

“Falar das nossas irmãs é sempre um assunto muito delicado. Uma coisa temos os dois a certeza é que as nossas irmãs são muito especiais.

Tomás:

A minha irmã Maria, é a pessoa mais doce do mundo, uma grande força da natureza, a verdadeira alegria em pessoa, e eu adoro-a.

Diogo:

A minha irmã Nita é muito solidária com as pessoas. É o Hércules feminino. Depois de lutar contra a doença rara que tem, com um nome tão estranho que eu não sou capaz de dizer, só posso dizer uma coisa, tenho muito orgulho na irmã que tenho!”

É assim, o Tomás e o Diogo são muito diferentes, mas têm algo muito importante em comum – uma enorme admiração pelas suas extraordinárias irmãs!

A Mãe da Maria (Ana Rebelo)

Também Poderá Gostar

1 Comentário

  • Responder José Teixeira Novembro 23, 2015 em 13:26

    Um “abracejo” para eles, do Amigo Zé

  • Deixar Comentário