Alguma vez pensou como Deus escolhe as mães das crianças especiais?

Outubro 21, 2015
unnamed-6

Ontem recebi um texto enviado pela Teresa A. (leitora do blogue). Quando o li, sorri, emocionei-me e lá voltei à realidade. Obrigada Teresa! Agora cabe-me a mim partilhá-lo convosco, não sem antes o dedicar a todas as mães.

“Alguma vez pensou como Deus escolhe as mães das crianças especiais?

Eu já… Uma vez vi Deus a pairar sobre a Terra, selecionando o seu instrumento de propagação com grande carinho (…). Enquanto observava, instruía os seus Anjos a tomarem nota num grande livro:

– Para a Beth, um menino. Anjo da Guarda, Matheus.

– Para a Miriam, uma menina. Anjo da Guarda, Cecília.

– Para a Regina, gêmeos. Anjo da Guarda Geraldo, ele já está habituado. Finalmente, Ele passa um nome para o Anjo, sorri e diz:

– Dê a esta mãe uma criança deficiente. O Anjo, cheio de curiosidade, pergunta:

– Porquê ela, Senhor? Ela é tão alegre!

– Exatamente por isso, diz Ele. Como poderia eu dar uma criança a uma mãe que não sabe o valor de um sorriso? Seria cruel…

– Mas será que ela vai ter paciência?

– Eu não quero que ela tenha muita paciência – disse Deus – porque aí ela irá afogar-se no mar da autopiedade e desespero. Logo que o choque e o ressentimento passem, ela saberá como conduzir a situação. Eu hoje estive a observá-la. Ela tem aquele forte sentimento de independência. O Anjo retorquiu:

– Mas ela terá que ensinar a criança a viver no seu mundo e não será fácil. Além do mais, Senhor, acho que ela nem acredita na Sua existência. Deus sorri, e diz:

– Não tem importância. Eu posso dar um “toque” nisso. Ela é perfeita. Possui o egoísmo no ponto certo. O Anjo engasgou-se:

– Egoísmo? E isso é, por acaso, virtude? Deus, acenou que sim e acrescentou:

– Se ela não conseguir separar-se da criança de vez em quando, ela não sobreviverá. Sim, esta é uma mulher que abençoarei com uma criança menos perfeita. Ela ainda não faz idéia, mas será, também, muito invejada. Ela nunca irá admitir uma palavra não dita, nunca considerará um passo como uma coisa comum. Quando a sua criança disser “mãe” pela primeira vez, ela pressentirá que está a presenciar um milagre. Quando ela descrever uma árvore com um pôr-do-sol para o seu filho cego, ela verá como poucos já conseguiram ver a minha obra. Eu permitir-lhe-ei ver claramente coisas como ignorância, crueldade, preconceito e ajudarei-a sempre a superar tudo. Eu estarei a seu lado a cada minuto da sua vida, porque ela vai estar a trabalhar comigo.

– Bom – disse o Anjo – e quem o Senhor está a pensar mandar como Anjo da Guarda? Deus, sorriu e disse:

Dê-lhe um espelho. É o suficiente.”

(Autor desconhecido)

Também Poderá Gostar

120 Comentários

  • Responder Justa Granjo Outubro 21, 2015 em 10:43

    Olá Ana, mãe da Maria, quero felicitá-la pelo blogue e por partilhar um pouco do seu e do mundo da Maria connosco! É verdadeiramente importante para mim, enquanto enfermeira e enquanto mãe. Beijinhos para a vitoriosa Maria e para a guerreira mãe da Maria!

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 10:47

      Bom dia Justa! Muito obrigada pelas suas palavras e por estar aí. Esta missão de ativar a inclusão em Portugal é uma missão de todos nós, para todos nós. Sem os nossos leitores, não faria sentido. Um grande beijinho e até já :)

      • Responder erika Outubro 22, 2015 em 13:16

        Muito lindo texto amei

    • Responder Susana Oliveira Outubro 29, 2015 em 17:10

      Obrigada por estas lindas palavras, tambem sou mae de um menino especial de 18 anos,portador de paralisia cerebral no qual posso dizer que foi a melhor coisa que me aconteceu dar hà luz um ser tao maravilhoso,claro temos o nosso sofrimento mas a vida è assim mesmo.Os filhos especiais sao uns seres maravilhosos sao os nossos anjos e nos maes somos os anos deles. Beijinhos à mae da Maria e a todas nòs que temos os nossos meninos especiais.

    • Responder Maria Janeiro 12, 2017 em 00:04

      Olá também tenho um menino com amaurose congênita de Leber e com autismo, ou seja não vê e não fala, mas é o menino mais lindo e mais meigo do Mundo. Apesar do choque inicial e de todo o preconceito com que me tenho deparado, nao trocava o meu filho por nada. Ele é a razão da minha vida, acorda e adormrce com um grande sorriso na cara e não há nada melhor no mundo. Ele ensinou-me a ver o mundo de outra maneira e a dar valor a coisas das quais nem sequer me apercebia. Afinal precisamos de tão pouco para sermos felizes. Muita força para todas as mães com filhos ESPECIAIS.

  • Responder Matilde Outubro 21, 2015 em 12:23

    Olá, não costumo deixar comentários mas hoje tive de deixar. As lágrimas vieram me aos olhos. As pequenas coisas têm um sabor tão especial :-) vou passar a seguir este cantinho :-) felicidades

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:04

      Olá Matilde. Muito obrigada por ter deixado o seu comentário. Como diz “As pequenas coisas têm um sabor tão especial…!” É isto <3.
      Obrigada por estar aí e vamos falando. Bjs

    • Responder Eduarda Janeiro 20, 2016 em 09:27

      Bom dia

      De 3 filhos que tenho, o do meio, hoje com 28 anos, nasceu com deficiência, contudo foi sempre tratado de igual modo, sempre que possível e dentro das limitações dele, como os irmãos. É lindo, um homenzarrão, com um metro e oitenta e três centimetros de altura e com cerca de 90kgs. Apesar da deficiência dele, considero-me uma mãe feliz. Lutei muito por ele enquanto havia a hipotese de ele poder adquirir mais competência, e continuo a lutar, mas agora noutros campos, contudo e apesar de ser extenuante esta situação, não deixarei de lutar por ele enquanto tiver forças e alguma saúde. É um menino no corpo de um homem, e como tal e como tudo na vida existem momentos menos bons, mas tudo se ultrapassa. A todas as mães que têem filhos como eu que sejam muito felizes, pois eles são muito especiais e únicos.

  • Responder Sónia Duarte Outubro 21, 2015 em 14:14

    Boa tarde. Gostaria de deixar aqui a ideia de que o espírito antes de encarnar escolhe o corpo e a familia onde vai nascer… Seja por arrependimento de vidas passadas seja para uma evolução mais rápida… Deus realmente permite e atribui um anjo da guarda…. É sem dúvida uma família especial com seres humanos bons e muito evoluídos em todos os níveis… Felicidades.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:06

      Olá Sónia, muito obrigada pelas suas palavras que nos emocionam. Um grande beijinho e vamos falando. Até logo

    • Responder Cintia Hilsendeger Outubro 28, 2015 em 18:11

      Olá Sónia. Por acaso, tenho vaga recordação de quando fui chamada para uma “reunião” a falar sobre o meu então futuro fiho… Beijos

    • Responder Flávia Março 31, 2017 em 01:22

      Curioso. Tive um sonho em que uma tia falecida falou comigo. Ela disse: “voce vai ter um filho dentro de um mês.”. Hoje, acordada, senti forte: eu recebendo de Deus a graça de ser mãe, sendo que nao estou grávida. Lágrimas pelos olhos. Imagino que talvez meu filho esteja já a espera em outro lugar além do meu ventre. E bem antes já tive outro sonho que Deus me disse que o nome dele(a), filho(a) meu, era Ariel. E eu nem sou mae.

  • Responder Helena Fonrinha Outubro 21, 2015 em 15:00

    Parabéns mãe da MARIA e muitas felicidades para as duas.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:07

      Olá Helena. Muito obrigada pelas suas palavras e felicidades para si também. Um beijinho e até já

  • Responder Joana Oliveira Outubro 21, 2015 em 15:21

    Descobri o seu blogue por mero acaso e fiquei encantada, e não podia deixar de comentar. Nas suas palavras respira-se um amor tão grande que transborda para quem lê….Num Mundo onde somos todos diferentes, onde inclusive a diferença faz a beleza deste Mundo,esta é muitas vezes vista como algo a esconder, a limitar…..bem haja por mostrar, por inspirar, por consciencializar….
    Parabéns pela mãe que é ! Parabéns pela flor( Maria) que Deus lhe deu. É especial, é única, sem ela o jardim não estaria completo !Beijinho.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:08

      Olá Joana, que bom é ler as suas palavras…muito obrigada! A Maria é realmente uma criança fantástica que nos inspira. Nós somos uma família cheia de sorte, por diariamente partilharmos com ela toda a sua alegria. Um beijinho e até já

  • Responder Carla Pedro Outubro 21, 2015 em 16:44

    Olá Ana!
    Que bonito o que escreve, parabéns!
    Eu também tenho 3 filhos e um deles com síndrome de Asperguer é um jovem maravilhoso e faz-me sentir uma mãe especial todos os dias!
    Tão conveniente ler esta sua partilha porque penso muitas vezes nisto…
    Vou assinar a petição, claro, é muito importante.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:10

      Olá Carla. Muito obrigada. Os nossos filhos são realmente seres extraordinários que diariamente nos ensinam o verdadeiro valor da vida. Um grande beijinho para todos. Vamos falando. Até logo

      • Responder Anabela Marques Maio 11, 2016 em 18:14

        Olá mandaram me as suas belas palavras também sou mãe de um menino muito especial e tem sido um percurso difícil tenho encontrado muitas pedras pelo caminho e as vezes não é nada fácil como deve saber mas o meu filho Luís é um guerreiro e por isso não posso baixar a guarda!!um bem haja para si e todos os seus

        • Responder Priscilla Maio 11, 2017 em 18:54

          Fico feliz por vcs q deus te abençoe sempre ,eu perdi meu filho portador de necessidades especiais ele tinha paralisia cerebral ,eu lutei com ele 5 meses internado pegou infecção generalizada ,e fez 3 meses a dor da perda é uma dor sem fim pois fiz o possível e impossível mas deu levou meu bebezão Yuri ele fez aniversário n hospital 12/10 ele tinha 14 aninhos

  • Responder Patricia Berenguer Monteiro Outubro 21, 2015 em 16:50

    Parabéns pelo Blog, ainda não li muito mas o pouco que vi tocou-me. Sou mãe, e enfermeira …profissão que me expõe a inúmeros casos, de crianças que nasceram especiais e outras que por situações inesperadas passaram a ser especiais…Como mãe não consigo nem imaginar a dor do início destas jornadas, mas admiro imenso a dedicação, o sorriso e a felicidade com que partilham com os filhos…não sei quem será mais especial….Os pais ou as crianças. Por vezes sinto-me tão pequenina ! Não há palavras que descrevam o amor, a cumplicidade e a energia que envolve estas famílias. Por vezes vistas como as mães chatas para quem não entende o valor e intensidade desta relação. .. Para outros, as melhores enfermeiras que auxiliam equipas médicas no cuidar do seu bem mais precioso. Parabéns e evidentemente …vou seguir o Blog. …nada acontece ao acaso…estava a precisar de ler algo com que me identificasse após o meu último turno. Obrigada :)

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:21

      Olá Patricia. Que bom foi ler o seu comentário. Já estivemos por muito tempo em hospitais, foi mesmo a nossa casa durante 1 ano e meio. Ainda há pouco por lá passamos, para mais uma cirurgia. E sim sou daquelas mães “chatas” e não lhe vou mentir, que sinto mesmo que (alguns médicos e enfermeiros) pensam isso de mim. Mas depois temos sempre o prazer de encontrar profissionais extraordinários, que nos fazem esquecer todos os outros e lembram-nos que já ganhámos o dia só por conhecer uma pessoa tão boa. Sabe quando estamos no vosso local de trabalho, estamos sempre apreensivos – é um dos nossos tesouros que está entregue aos vossos cuidados – e é mesmo muito difícil confiar assim “à primeira” em alguém que na maioria das vezes nunca vimos. Não imagina como é bom ler as suas palavras…acalma e na próxima visita ao hospital vou-me lembrar de cada uma delas, para ser mais fácil confiar. Bjs e obrigada por estar aí

  • Responder Maria Aldora Neto de Quintal Outubro 21, 2015 em 18:44

    Um abraço MÃE pela coragem de ser um pouco mais do que MÃE <3 que todas as lutas sejam glorias e obrigada por existir. :)

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:27

      Olá Maria, Obrigada nós pelo seu comentário e por estar aí. Um grande beijinho e até logo

      • Responder Lara Pires Outubro 23, 2015 em 00:22

        Boa noite MÃE da Maria. É, sem dúvida, uma super mãe, e talvez uma fonte de inspiração e de coragem para tantas outras mães que também receberam nas suas famílias Anjos de Deus. Concordo que eles nos escolhem por algum motivo e que temos um grande objetivo: Amá-los, protegê-los e ensiná-los. Beijo para si e para a Maria.

  • Responder Ana Bravo Outubro 21, 2015 em 19:19

    A minha filha é especial….. adorei este texto porque muitas vezes me perguntei o porquê?porquê o nosso bébé? e hoje passado seis anos sei que minha filha é perfeita e que tive a sorte de ser mãe dela. Deus deu me um diamante raro e sabia que iria amá-la incondicionalmente, isso é a minha maior certeza.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 21, 2015 em 20:30

      Olá Ana, Fico muito feliz que tenha gostado. É mesmo isso, os nossos filhos são fantásticos e temos a sorte de ser as mães. Obrigada pelo seu comentário e vamos falando. Bjs

  • Responder Elisabete Silva Outubro 21, 2015 em 21:33

    Boa noite ! hoje estou negativa , e sem saber porquê dei com este site , ainda bem pois espero por vezes como hoje poder desabafar , também tenho um filho especial que para mim é tudo , para além de por vezes ser muito complicado e não ter com quem falar , com a graça de Deus tenho o meu marido ao meu lado mas como sei que ele também sofre eu evito desabafar pois sei que o sofrimento é muito grande , hoje não consigo mas talvez mais tarde eu conte a minha história . Obrigada e boa noite

    • Responder Ana Rebelo Outubro 22, 2015 em 00:34

      Olá Elisabete, Bem vinda ao blogue. Obrigada pelo seu comentário e sempre que quiser participar, comente, desabafe. Estamos aqui. Um grande beijinho e força. Até amanhã

  • Responder Liliana Outubro 21, 2015 em 21:55

    Sou mãe de um menino especial, de um pequeno grande herói…adorei o que li e as lágrimas correram me cara a baixo…

    • Responder Ana Rebelo Outubro 22, 2015 em 00:35

      Olá Liliana, obrigada pelo seu comentário. Um grande beijinho e vamos falando

  • Responder Mãe Sisa Outubro 21, 2015 em 21:57

    Olá Ana
    Já conhecia este texto, mas esta semana uma pessoa publicou-o no meu mural do FB e é mesmo delicioso.
    Identifico-me muito com esta descrição de Mãe de uma criança com deficiência:
    Nunca me considerei uma pessoa triste, mas tenho a certeza que sou muito mais alegre desde que sou mãe do João!
    Tenho paciência q.b. (há dias em que perdemos a paciência, mas isso não tem de ser necessariamente mau…) e a independência é, sem dúvida, uma peça chave nesta jornada!
    A questão do egoísmo/separação da criança ainda é relativamente recente, mas absolutamente necessária.
    Já tinha reparado na inveja de certas pessoas, que me leva a pensar por momentos “mas será que esta gente não consegue ter a mínima noção da minha realidade (como mãe de uma criança com deficiência e com doença pulmonar crónica)?!?”, mas depois apercebo-me que, efectivamente sou muito mais feliz com muito menos do que essas pessoas… e a felicidade e alegria fazem comichão a muita gente…
    Só não me identifico com a questão da Fé: que a minha, graças a Deus, é inabalável.

    Abraço forte

    • Responder Ana Rebelo Outubro 22, 2015 em 00:37

      Olá Mãe Sisa. Muito obrigada pelas suas palavras. O texto é realmente lindo :) Os nossos filhos são assim, trazem-nos felicidade :) Um grande beijinho para si e outro para o João. Até já

  • Responder Ana Bravo Outubro 21, 2015 em 22:18

    Somos tantos Mães e Pais com esta situação…..aqueles que amam os filhos até deixarem de respirar e deixariam de o fazer por eles. Eu digo-vos:
    eu disse não, à tristeza….. chorei tudo o que tinha de chorar e houve um dia que não consegui mais,….
    como é que a minha filha vai ser se eu não lhe mostrar a força de uma Mãe. Não saberia viver sem ela isso é um facto …..O SOFRIMENTO é uma escolha, porque aceitar deixa-nos livres para sermos felizes e fazermos os nossos filhos Felizes.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 22, 2015 em 00:39

      Olá Ana. Obrigada pelo seu comentário. Somos realmente muitos…escolher a felicidade é realmente muito bom 😉 Parabéns pela sua escolha, que é também a nossa cá em casa. Um enorme beijinho e vamos falando. Até já

  • Responder Maria Caselhas Outubro 21, 2015 em 22:27

    Ola MÃE da Maria eu também tenho uma Maria ou melhor é Rita Maria e como ñ podia deixar de ser é a nossa bênção já tem 19 anos mas é a nossa Princesa. o texto a história reflete um pouco as situações porque nós passamos a revolta a frustração por ñ conseguir-mos fazer nada por a nossa Princesa e sabe ela é mesmo uma Princesa . Lembro-me que quando tinha mais ou menos 1 aninho deu a primeira gargalhada nos começou a fixar a partir daí começaram as primeiras vitórias . A Ritinha é dependente a 100% mas ensinou-me a ver a vida doutra maneira. Deus escolheu-nos e SOMOS FELIZES A NOSSA MANEIRA . E…….. Mães nunca desistam de serem felizes e de fazerem felizes os vossos meninos (as)

    • Responder Ana Rebelo Outubro 22, 2015 em 00:41

      Olá Maria, obrigada pelo seu comentário. Muitos parabéns por ser feliz 😉 é sempre a melhor escolha. Um enorme beijinho para si e para a Rita <3. Vamos falando. Até já

  • Responder Robertha Outubro 21, 2015 em 23:53

    Estou completamente encantada por essas palavras. Nunca tinha pensado sobre o assunto, e é realmente fascinante a forma como foi falada. Que Deus esteja ao lado de cada mãe de uma criança especial, amparando-as e mostrando cada vez mais a Sua face, fazendo com que o amor só aumente.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 22, 2015 em 00:42

      Olá Robertha, obrigada pelo seu comentário e pelas suas palavras. Fico muito feliz que tenha gostado do texto…é uma história e uma forma de ver a vida :) Um beijinho e vamos falando. Até já

  • Responder Anabela Barroso Outubro 22, 2015 em 01:32

    Olá, mãe da Maria :)
    Adorei o texto, obrigada!
    Eu também sou a mãe da Anaïs, uma jovem “especial” de quem tanto me orgulho!!! Também me questionei muitas vezes, porquê eu? Mas de facto tinha de ser eu, para que a Anaïs pudesse ser quem, hoje, é :)

    • Responder Ana Rebelo Outubro 22, 2015 em 07:53

      Olá Anabela. Os nossos filhos são realmente extraordinários e o orgulho que tem na Anais diz tudo. Parabéns. Beijinhos e até já

  • Responder Carla Firmo Outubro 22, 2015 em 08:59

    Olá Mãe da Maria. Também eu tenho uma mãe extraordinária, que é mãe de um menino especial. Também eu tenho um mano especial que é só a coisa mais linda e importante das nossas vidas. Aceitar é difícil, mas como diz o texto, depois de se aceitar vem a parte boa . . É o descobrir de pequenas coisas que nos preenchem o coração e a alma. E é tão fácil ser-se feliz. Quero deixar aqui um carinho especial a todas as mães extraordinárias que acompanham os seus meninos especiais, aquelas mães que os tratam com todo o amor do mundo, com o devido respeito e consideração. Assim como aos educadores, terapeutas e auxiliares que ajudam na educação destes meninos e meninas, também eles são um bocadinhos pais e um bocadinhos mães por darem tanto de si a estes seres humanos puros e magníficos. Um grande beijinho e parabéns pelo blog !!

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:45

      Olá Carla, que bom foi ler o seu testemunho. Como diz “E é tão fácil ser-se feliz. “. Um grande beijinho e vamos falando :)

  • Responder Constança Sarmento Outubro 22, 2015 em 10:12

    Olá Mãe da Maria,

    Parabéns pelo blog e pela energia! Não o conhecia e foi-me enviada esta partilha por uma amiga da minha filha. Também tenho um filho especial, que me fez ver a vida com outros olhos… tenho 6 filhos mas por causa do Zé tornei-me uma mãe diferente. O facto de ter sido uma amiga da família a passar-me o texto, fez-me pensar também na influência que , mesmo sem pensarmos, podemos ter nas pessoas que nos rodeiam. Que possamos todas nós fazer a diferença na forma como “os outros” vêem as nossas famílias. Não queremos piedade, queremos inveja, sim!

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:49

      Olá Constança. Muitos Parabéns! 6 filhos que alegria. É realmente nestes pequenos pormenores que descobrimos a influência que temos na vida das pessoas…e que é tão bom saber. Muito obrigada pelo seu testemunho Constança e vá nos dando novidades da sua fantástica família. Bjs e

  • Responder patricia mendss Outubro 22, 2015 em 12:52

    Ola tambem sou mae de 2 filhas especiais so elas me dao força de continuar a viver !!!
    felicidades para as 2
    bjs

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:50

      Olá Patricia! Realmente a força que os nossos filhos nos dão é gigante. Parabéns pela sua forma de ver, sentir e ser feliz com tudo o que a vida lhe tem para dar. Um grande beijinho para as três

  • Responder Neide Outubro 22, 2015 em 14:46

    Ola mamãe, adorei o texto, sou mae do lindo Samuel uma criança PTC, foi difícil ei entender e saber lidar com uma nova vida e q exigia tantos cuidados, mas quando entendi minha missão, tudo ficou mais facil, leve, e como passei a enxergar as coisas mais simples com outros olhos, hoje apos 1 ano e meio não sei o que seria de mim sem meu lindo príncipe q sempre me faz chorar se alegria a cada novo aprendizado!!!!

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:52

      É mesmo isso Neide. Quando começamos a ver as coisas com os olhos do coração, fica tudo tão simples. Um grande beijinho para si e para o Samuel. Vá-nos contando as suas aventuras com ele por aqui.

  • Responder maria Outubro 22, 2015 em 20:09

    ola também sou uma mãe escolhida por Deus, com dois anjos, os mais sorridentes que conheço, é verdade que cultivo esses sorrisos todos os dias, com palavras ações e afeto, já vivo essa realidade á 19anos e novamente ha 14 anos se pude-se passar para o peito de todas as pessoas o amor que queima dentro do meu peito, pelas minhas filhas o mundo estaria bem mais fácil, e todas a barreiras que nós mães escolhidas encontramos, já estariam derrubadas, um abraço a todas as mães guerreiras, e um beijo muito especial a todos os filhos maravilhosos, bálsamo das nossa existência.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:54

      Olá Maria, que bom foi ler o seu testemunho. A facilidade com que os nossos filhos nos ensinam a amar é inacreditável. Só entende quem vive :) . Um grande beijinho para todos e até já

  • Responder Derly Félix Outubro 22, 2015 em 22:24

    Marimãme da Mariamuito lindo seu texto,

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:55

      Obrigada querida Derly. Fico muito feliz por ter gostado. Beijinhos e até já

  • Responder Fátima carvalho Outubro 22, 2015 em 23:18

    Mãe
    Grata de coração foi lindo grata ….. reli reli pois sou mãe tenho uma filha saudável,linda etc etc…. e hoje trabalho o tempo inteiro com uma menina especial pois esta depende de mim e precebi a minha prova sou auxiliar mãe amiga …….. grata pelo o que reli

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:57

      Olá Fátima. Não tem que agradecer. Não há nada melhor que saber que alguém ao ler se sentiu FELIZ. Um grande beijinho e vamos falando

  • Responder Raysen Campis Outubro 22, 2015 em 23:58

    Que maravilha senti no coração ao ler esse texto. Não contive as lágrimas que desceram de maneira tão reconfortante. Sou tão feliz pq tb sou mãe de uma dessas crianças. Meu mundo tornou-se outro assim q ele chegou para mim. Parabéns p compartilhar tão bela história.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 20:58

      Olá Raysen, que bom ler o seu comentário e saber que ao ler se sentiu reconfortada. Um grande beijinho e vamos falando :)

  • Responder Maria Cristina Duarte Ferreira Outubro 23, 2015 em 01:32

    Olá Ana, sou dentista e professora atuando e lecionando na área de pacientes especiais, este texto é incrível e utilizo em monjas aulas. Só gostaria de acrescentar que se trata de uma adaptação de “The Special Mother” de Erma Bombeck. Parabéns pela iniciativa de partilhar suas experiências…..

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 21:01

      Olá Maria Cristina. Muito obrigada pela informação. Como disse no “post” foi-me enviado por uma leitora do Blogue e não sabia de onde vinha. Vou espreitar, para atualizar. Um grande beijinho e até breve

  • Responder Valéria Outubro 23, 2015 em 01:47

    O que seria perfeito? Ninguém sabe explicar….somente Deus!
    Então o autor descreve erroneamente ao pronunciar uma criança menos perfeita.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 21:00

      Olá Valéria, obrigada pelo seu comentário. É uma história bonita…Um grande beijinho

  • Responder Paola Outubro 23, 2015 em 02:14

    O texto retrata bem o início de tudo e sua posterior condução.
    Me desesperei, perdi o chão e me senti sendo carregada por Deus, pois meus joelhos se dobraram e achei que não fosse mais conseguir andar.
    Os dias foram passando e eu, anestesiada, apenas os via passar, como se fosse uma expectadora de mim mesma.
    Mas, um belo dia, olhei para minha menina e entendi que estava fazendo mal as duas, que ela precisava de mim e que eu estava afundando a nós.
    Me levantei e comecei a ver minha menina com a beleza que ela tem… sua alegria, vontade e determinação, e me senti ridícula e fraca pelo que estava fazendo.
    Ela é que me ensina, me dá vida, me mostra que o dia pode ser cinza que se você quiser, o céu será azul da cor do mar….. ou mais lindo.
    Os milagres diários que presencio, nunca foram agradecidos com meu primeiro filho.
    Ela tem 3 anos e aguardo ansiosa por ouvir sua voz me chamar e vê-lá correr por aí, porém, se morresse hoje, morreria feliz tendo vivido um dia apenas tendo tido seus ensinamentos de vida…suas palavras sem voz!,

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 21:05

      Olá Paola, muito obrigada pelo seu testemunho. Vai ver que num instante o que anseia vai chegar…Um enorme beijinho para si e para a princesa. :)

  • Responder Marilia Outubro 23, 2015 em 02:59

    Olá Ana, quero dar-lhe os parabéns pelo seu blog, adorei e revejo-me em tantas coisas…
    Também sou mãe de 3 anjinhos e a minha princesa (filha mais velha) é uma menina especial.
    Bjinhos e mtas felicidades
    Marilia

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 21:03

      Olá Marilia, muito obrigada. Que feliz que fico por ter gostado do Blogue. Vá-nos contando as vossas aventuras familiares. Um grande beijinho para todos.

  • Responder Paula Vaz Outubro 23, 2015 em 06:09

    Lindo,me fez entender melhor a minha luta,longa exaustiva……pensando por vezes de onde ainda me vem as já poucas forças? Obrigada pelo texto e obrigada meu Deus.

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 21:07

      Olá Paula, que bom ler o seu comentário. As forças chegam sempre, pois as mães têm esse “poder” :) Um grande beijinho e vamos falando

  • Responder Lígia Condeço Outubro 23, 2015 em 09:03

    Olá Mãe! Tive o privilégio de a “conhecer” no Colégio Oriente onde a minha filha também frequentou.
    Assisti às festas de Natal e fim de ano letivo onde vi a sua filha Maria participar como qualquer criança. Momentos que alguns ficarão sempres presentes nas nossas recordações e também me lembro de pensar para mim própria como o Vosso olhar e atitude para com a Maria não era de “pena” mas sim de orgulho pelas conquistas diárias que a Maria ia tendo e com o seu terno olhar deslumbrava a plateia.
    De facto queixamo-nos da nossa vida, do nosso dia a dia, da nossa luta constante mas onde arranjamos as forças para além desta luta ter forças para ser mãe de uma menina que necessita ainda de mais segurança, amor e dedicação, acho que de facto são “escolhidas”, porque sempre achei que Deus só nos dá o que nós conseguimos aguentar.
    Força pela Vossa coragem e luta constante.
    Beijinhos

    • Responder Ana Rebelo Outubro 23, 2015 em 21:12

      Olá Ligia. Fico tão feliz por saber que a Maria (ao estar incluída), tem esta capacidade e energia de tocar as pessoas e fazer com que consigamos ver a vida mais simples. Eu como mãe (babada) vejo e sinto isto. Mas ver escrito por alguém que já se cruzou com a Maria é mesmo muito bom. Muito obrigada. Um grande beijinho

  • Responder shadia Outubro 23, 2015 em 11:59

    alo maes,sou mae d um menino super especial ele tem uma sindrome mto rara d nome seckel microcefalia ele e tudo p mim um anjo k deus pos p iluminar a minha vida e a minha casa,no inicio custou me mto mas so foi por alguns instantes,pos cada sorriso dele me ilumava cada valor k dou as palavras aos tokes e o afeto…o texto e d uma enorme valia pos ja me sentia especial c o texto pude ver k o k eu sinto e real…bjaoo

  • Responder Sueli Aparecida Archangelo Zaneti Outubro 23, 2015 em 13:46

    Bom dia, Ana Rebelo!
    Recebi essa postagem, minha filha Lyres me enviou, e me disse lindas palavras…fiquei emocionada…ao clicar no link fui lendo e a cada momento fui ficando mais emocionada.
    Tenho um filho especial, Leandro que está com 36 anos, mas é uma benção, realmente um anjo da guarda…..ontem na rua com o calor excessivo estava ofegante e me sentindo mal, ainda pensei Leandro está fazendo falta, pq sinto um apoio muito grande qdo estamos juntos, ele me dá segurança, após pensar…levei um tombo, por sorte Deus colocou um outro anjo, um senhor que me ajudou a me levantar, já que tenho artrose e meus joelhos são comprometidos.
    Como vc disse no início temos um baque e pensamos: ” pq eu?”
    Mas hj Deus tem me mostrado muitas coisas e ele é a benção da minha casa, tenho uma filha mais velha e uma mais nova, mas agradeço a Deus todos os dias por esse filho no meio de nós. Obrigada pelo seu link, abraços.

  • Responder Giselle Colares mãe da Julia Outubro 23, 2015 em 14:53

    Olá sou mãe da Julia de 6 meses que tem síndrome de down. Ela é linda, esperta, carinhosa, guerreira e carismática. Todos se encantam com ela e com a sua alegria. Agradeço a Deus por ser mãe dela e o texto me fez chorar, porque era exatamente assim que eu imaginava rs. Que fui escolhida, porque não vou criá-la como diferente das outras crianças, porque vou ensiná-la a ser independente, responsável, respeitosa, corajosa e temente a Deus. Já tive momentos de questionar, mas ao olhar pra ela eu entendo que fui abençoada.
    Pra nós ela é especial no verdadeiro e melhor sentido da palavra e nós a amamos incondicionalmente. Obrigada por partilhar!

  • Responder rejane rocha Outubro 23, 2015 em 17:44

    Olá, que história linda! Somente uma pessoa especial como você poderia ganhar esse lindo presente que é a Maria, que Deus continue iluminando sua vida para que vc continue na sua nobre missão, que os homens deixem de lado o egoísmo e vejam que amor supera qualquer preconceito, eu não tive filhos naturais mais adotei duas crianças que hj já estão na faculdade, uma faz psicologia e a outra odontologia e me emociono muito qdo vejo essas histórias, pois qdo soube que iria ganhar essas crianças dizia a mim mesma que Deus me desse força para recebe las do jeito que ele mandasse, graças à Deus nasceram saudáveis, hj elas estão com 24 e 20 anos e agora tenho o lucas com 4 anos ( também adotado) que vc como tantas outras mães possam ser tudo na vida de milhares de Marias da face da terra.

  • Responder Isabel Fins do Lago Outubro 23, 2015 em 18:21

    Olá Mãe da Maria eu sou a Mãe do Rodrigo, ele também muito especial. Já conhecia o seu blogue, já me emocionei muito com os seus textos e fotos e até já tinha assinado a petição, mas hoje resolvi deixar um comentário. Muito francamente impressionou-me o texto relatar sentimentos que já vivi e outros que ainda sinto hoje. Espero sinceramente que a frase que diz (…)” Logo que o choque e o ressentimento passem, ela saberá como conduzir a situação”(…) seja também para mim verdade como sinto que foram outras partes do texto. O Rodrigo poderia ter nascido normal se nós não tivéssemos sido atacados por um vírus ou bactéria (não identificaram), quase inócuo para mim mas mortal para ele. Ele sobreviveu a um nascimento muito prematuro(25 semanas e 4 dias); 790g de peso à custa de ter sido ventilado. Mas também por isso (o ventilador era de alta pressão), teve um AVC grau 4. Hoje anda com dificuldade, ouve muito mal, não fala, mas é muito feliz e mimado. O problema foi a medicina não saber o que dizer e nós sofrermos muito com a gestão das expectativas. Hoje tem 11 anos e eu estou a aprender a baixar as minhas fasquias…o dia mais feliz da minha vida foi quando ele com 4 anos começou a andar …vitorioso e a rir à gargalhada :) Nunca mais esqueço também o dia em que veio ter comigo a dizer perfeitamente mamã, mamã…Aguardo por mais dias especiais e pela luz que me diga exactamente “como conduzir a situação”. Parabéns pela sua família Ana, vou estando atenta! Beijinhos muito especiais para si e para a sua Maria (que aliás tem um sorriso muito parecido com o do meu Rodrigo.)

  • Responder jean marcelo Outubro 23, 2015 em 18:27

    Olá boa tarde! As informações aqui postadas são de grande importancia, principalmente para mim que sou professor de Educação Especial! Parabéns pelo blog! Vou até usar como referencia na minha tese de doutorado!

  • Responder islania aguiar Outubro 23, 2015 em 19:32

    eu amei sou mae de dois anjos eseciais,sou grata a deus por isso!!

  • Responder sonia Outubro 23, 2015 em 21:07

    Lindo.sei o que a ter uma filha especial tambem tenho uma com o sindroma de turner e tambem se chama Maria penco ejatamente como boce com enfermeiros medicos escola amas ela tem 7anos mas e sempre a minha bebe beijinho grande foca eu sei como a dificil

  • Responder Luísa Gomez Outubro 23, 2015 em 21:27

    Olá. Ana,

    Deus lá sabe. Hoje estou estafada e o Martim está com febre. É um daqueles dias em que tudo isto parece demasiado e de repente tropeço no seu blog. Nada é por acaso.

  • Responder Valéria Russo Outubro 23, 2015 em 23:25

    Este texto maravilhoso que compartilhei com amigos, me emocionou e muito, também tenho uma menina fará 18 anos dia 4 de novembro, nasceu “normal”, era epilética e não sabíamos, demos a triplice vacina aos três meses de idade , 20 dias após convulcionou, internações, expeculações, enfim todos sabem bem o que passamos, ela teve alta, mas nessa mesma noite voltou para a UTI com infecção hospitalar generalizada, resumindo após 3 meses de UTI e quase ter morrido, trouxe para casa minha Rainha diagnosticada com paralisia cerebral grave associada a retardo mental mais epilepcia. BHa não anda, não fala, disseram que nunca iria sorrir, ela me fala tudo com seus olhos, ri e sorri muito, é minha Anja, meu mundo , minha vida, sou uma abençoada, eu não a salvei foi ela quem me salvou e sou grata a Deus por essa benção e honra que Ele me deu. Nunca desisti dela e nem ela de mim,somos brasileiras e hoje moramos em Portugal, terra dos meus pais e que amo e estamos nos preparando para que ela venha a frequentar a APPC de Faro, após longo tempo de burocracias e papeladas, estamos felizes. Parabéns a vc por sua linda filha e Obrigada Deus por nos dar esse privilégio de sermos mães especiais, bjus no coração de vocês.

  • Responder Caroline Outubro 23, 2015 em 23:47

    Olá Ana… Lindo texto…estou em lágrimas… Também tenho uma filha especial…Natália…ela tem síndrome de down…. E ela torna meu mundo mais alegre a cada dia que passa , a cada barreira que vence…um grande beijo em você e em sua Linda Maria.

  • Responder Adriana Silva Mandelli Outubro 24, 2015 em 02:18

    Olá!.
    Não tenho filhos especias, mas tenho um filho. O suficiente pra já saber o quão grande é ser mãe. O Texto me chamou muito a atenção, pq sempre me fiz essa pergunta: como Deus escolhe as mães pra receber esse grande presente de ser mãe de uma criança especial?
    Mil respostas já tive de mim mesma, mas com certeza nenhuma tão real quando essa que presenciei nesse belo texto.
    Me emocionei muito.
    Parabéns!
    E obrigada por compartilhar essas belas palavras conosco.

  • Responder Débora Riese Outubro 24, 2015 em 03:09

    Sou a mãe mais abençoada do mundo…
    Deus é maravilhoso,
    Não poderia ter escolhido melhor…
    Tenho o melhor filho do mundo…..

  • Responder gilmar cunha Outubro 24, 2015 em 10:38

    ESSAS MAES TEM UM TOQUE , UMA BENÇÃO ESPECIAL DE DEUS. ALEM DO PREVILEGIO DE TER UM FILHO. E S P E C I A L

  • Responder Ledionete Cavichioli. Avó da Elisa. Outubro 24, 2015 em 12:11

    Avó da Elisa. Mais Mãe Avó da Elisa.
    Um presente especial de Deus pra nós. Assim como ele te deu a Maria,nos deu a Elisa nasceu com microcefalia congenita a possibiladade de enxergar um MILAGRE o qual esperamos temos mta fé. Mas enqunto isso não acontece,todos os dias temos o maior presente o sorriso dela.
    A nossa filha mora conosco a mãe da Elisa. E uma festa. Onteontem sorri mto pois ela aprendeu a erguer as perninhas e querer levar o dedo do pé na boca. Pra nós é uma coisa enorme. Um avanço grandioso. Para os normais uma coisa boba. Mas é assim PRESENTE ESPECIAL são para os escolhidos como o texto diz. E pra vc Mãe da Maria obrigada por partilhar a sua especialidade conosco. Abraços. Vou seguir seu blog e com certeza assinar a petiçao. Abraços..

  • Responder Pamela Outubro 24, 2015 em 15:07

    Lindo texto… espero realmente que seja assim que Deus pensa… pois aos olhos dos outros é lindo e emocionante e aos nossos olhos que temos filhos assim é emocionante, triste, desesperador, Alegre, e umas depressoes de vês em quando… Não é fácil, mais não trocaria a minha Emily por nada nesse mundo, não tenho 7 vidas mais a única que tenho daria por ela…

  • Responder Pedro Vianna Outubro 24, 2015 em 15:46

    Olá mães! Sou pai de Júlia Sampaio, minha princesa também é especial, hoje tem 6 anos, uma criança extremamente inteligente, esperta, “levada” e muito feliz!!
    Eu gostaria de parabenizar todas vocês, por serem guerreiras de verdade, gostaria de parabenizar em especial a minha esposa Luciana Sampaio, ela é uma excelente mãe, dedicada, guerreira e com muito amor no coração, não vejo outra pessoa em seu lugar, cuidando da Júlia, Deus deu a missão certa, para a pessoa certa! Um beijo para todas vocês.

  • Responder Auzonia de ougos Outubro 24, 2015 em 16:42

    Para MAES especiais…FILHOS especiais !!!

  • Responder Carla Outubro 24, 2015 em 19:30

    Ola! Eu sou carla mae de larissa tambem especial com paralisia celebral eu e ela travamos uma luta pela vida deis o primeiros minuto em que nasceu enfrentamos varias barreiras e comsiguimos vitorias porque sei o que e ser mae de criança especial a luta e nossa e a cada vitoria por mais pequena que seja uma alegria pra todos .mas infelizmente nossa luta teve fim a tres anos atras quando uma pneumonia insistente levou meu bebe que ja completaria 5 anos . saudades simto a todo momento mas nao questiono deus pois ele sabe o que faz meu pequeno anjo hoje sei que esta melhor junto de deus . hoje tenho a ana lara de 2 anos ela noa e especial mas se fosse amaria e cuidaria do mesmo jeito deus e muito bom me mando um comforto que alegra toda minha familha mas jamais esquecemos de larissa e o exemplo de vida de superaçao de força de tudo hoje ela e nosso anjo da guarda . por tudo isso que vive parabenizo todas a maes de filhos especiais porque realmente nessa luta por superaçoes somos todos especiais

  • Responder MARISA GUIMARAES VENZKE Outubro 24, 2015 em 22:27

    Parabéns pelo texto. Minha filha também tem um blog, sou uma mãe grata por ter tido o privilégio de ter uma filha especial. O aprendizado é imenso passei a da valor para pequenas como um sorriso, uma bronca, um pequeno progresso.É um trabalho imenso mas que dá muitas alegrias.

  • Responder Célia REGINA PERINA DA Silva Outubro 25, 2015 em 00:46

    Meus parabéns pelos filhos lindos…E como sempre digo.. Uma mãe q tem um filho especial é mais especial q ele.Deus Abençoe sua família. Bjs

  • Responder Ana Cristina.... também sou mãe da Maria Outubro 25, 2015 em 01:54

    Ola Ana…mãe da Maria….

    Eu tambem me chamo Ana e também sou mãe da Maria…portadora de Paralisia Cerebral Espastica Diplégica e assim como vc, também sou conhecida como a mãe da Maria.
    Essas meninas são lindas e abençoadas. GRANDE PRAZER EM LER SEU BLOG.

    BJOSSSS

  • Responder Vanessa Gomes de Miranda Outubro 25, 2015 em 19:47

    Sempre me emociono com histórias de mãe e crianças especiais,. Eu mãe der três crianças,duas com necessidades especiais, e bem assim que imagino Deus nos escolhendo. Amo muito ser mãe, e tudo verdade é somos guerreiras, fortes, independentes,pacientes e principalmente sabemos valorizar as pequenas coisas como sorriso.

  • Responder Maria do Céu Outubro 25, 2015 em 22:19

    Olá Ana !!! Tenho lido alguns dos seus comentários e sem duvida que me dão muita mais energia no dia a dia . Pois também sou mãe de um menino deficiência . Sim !!! Eu já pensei muitas vezes que fui escolhida para ser mãe do meu Marquinhos , por isso sou muito feliz …. Obrigada pelo seu testemunho e pela grande mãe e mulher que é . Muitos beijinhos para a Maria e toda a família para si um bem haja . E um até breve …

  • Responder HELIDEN Outubro 26, 2015 em 11:44

    LINDO TEXTO, EU TENHO UMA FILHA ESPECIAL, E SOU MUITO FELIZ COM MINHA FILHA.

  • Responder Odete Kraus Outubro 26, 2015 em 14:05

    Olá Ana,
    Eu sou a Odete e também eu sou mae de uma menina especial. A minha filha tem paralisia cerebral e eu chamo-lhe o meu anjinho de asas partidas, por ela ser diferente.
    Nós vivemos na Alemanha e eu vi este texto pendurado num hospital onde a minha filha esteve hospitalizada. Claro, escrito em alemao.
    Desejo-lhe tudo de bom e á sua familia.

    Cumprimentos,
    Odete

  • Responder irlene Outubro 26, 2015 em 14:27

    Lindo! sorri por que senti o meu anjo Bernardo junto comigo no momento que li…ele voltou pra Deus a 2 semanas com 2 aninhos .E não era so especial pela condição , mais por ter me feito uma pessoa melhor…nunca esqueci de agradecer a Deus por ter me dado o privilégio de ter um filho lindo e que é miito amado …parece cliché mais quem convive com crianças especiais tudo se torna especial e cada eh vivido ao maximo pra não se perder um segundo junto de um anjo de verdade! Hoje sinto que o meu anjo sempre esteve e estará comigo.

    • Responder MARA BEATRIZ Outubro 27, 2015 em 02:42

      OI ANA ,AMADA MÃE DE MARIA , EU SOU MÃE DO MURILO MEU AMADO ESPECIAL ,TO MUITO FELIZ POR FAZER PARTE DESSE COMENTÁRIO OBRIGADA ,NÃO É FÁCIL O DIA A DIA , POR QUE ELE TEM CRISES CONVULSIVAS ,MAIS COM CERTEZA DEUS SABE ESCOLHER AS MÃES DESSE ANJOS ,POR QUE NINGUÉM ME VEJA RECLAMANDO DA VIDA .MESMO AS VEZES SER TÃO DIFÍCIL ,ELE TEM 22 ANOS ,MAIS TEM A MENTE DE 5 ANINHOS ,E CARINHOSO ,MAIS TBM AS VEZES PARECE QUE É BIPOLAR , REINA E AS VEZES QUER ATE ME BATER ,,,MAIS AMO MAIS QUE TUDO ,DEPOIS DE DEUS .É CLARO ELE AMA IR NA IGREJA AOS DOMINGOS AMA OS HINOS E SABE CANTAR MTOS DELES ,BJUX AMADA QUE DEUS ;TE ABENÇOE GRANDEMENTE !!♥

  • Responder Daniella Vasconcelos Outubro 27, 2015 em 18:25

    Boa tarde Ana
    Lindo, maravilhoso, emocionante este texto… eu tenho um anjo da guarda Minha Princesa Brenda, até hoje me pergunto se realmente sou merecedora de ser mãe dela, no inicio não foi nada fácil aceitar a deficiência hoje por maior que seja a dificuldade basta ela me olha mostra o lindo sorriso que só ela tem pronto, dali surge uma força que não me deixa entregar os pontos.
    Que Deus e Nossa Senhora continue abençoando sua família.
    bjs
    Daniella

  • Responder Patrícia Lins Outubro 28, 2015 em 01:40

    Olá Ana, me emocionei com o texto, sou mãe de Brenda, uma maravilhosa especial e me sinto.privilegiada e especial também por isso. Se ela me escolheu, peço sempre que em outras oportunidades, ela possa me escolher outra vez, tamanho é o meu amor por ela. Tenho certeza que aprendo muito mais com ela do que ela comigo. Fico feliz em ver que tantas mães e famílias levantam a bandeira da inclusão, afinal somos todos diferentes e não respeitar isso seria uma hipócrisia. Grande abraço a vc e a Maria. Deus nos abençoe.
    Patrícia mãe de Brenda

  • Responder SONIA MATTOS Outubro 28, 2015 em 02:30

    SOU AVÓ DO DAVI MATTOS TAVARES .ELE TEM SÍNDROME DE DOW. AMEI O TEXTO. DEUS NÃO PODERIA TER ESCOLHIDO MÃE MELHOR NESTE MUNDO , MINHA FILHA MICHELLE. É IGUALZINHO AO TEXTO, A CADA CONQUISTA A VIBRAÇÃO E A FELICIDADE FICA ESTAMPADA EM SEUS ROSTOS , DELA E DO DAVI, HJ COM 02 ANINHOS

  • Responder Patricia de Brito e Cunha Outubro 28, 2015 em 08:10

    Queridas Ana. Maria , Pai da Maria e Irmãos da Maria,

    Hoje ao ler este texto o meu coração encheu-se de Amor.
    Um amor que vem do Céu, como presente por relembrar os abraços, sorrisos e carinhos da Maria e tambem da Mãe da Maria.
    Sou Abençoada por conhecer estas duas Mulheres que são tão especiais e abençoadas por Deus, (A Maria e a Mãe da Maria).

    Não tenho palavras para dizer “Obrigada pela coragem Mãe da Maria”

    Um Grande Beijinho do Coração
    Patricia

  • Responder Oscar Ignacio de Souza Neto Outubro 28, 2015 em 17:01

    Boa tarde!!
    Recebi essa mensagem ontem, que foi enviada pela APAE de Nova Odessa.
    Fiquei muito emocionado e ao mesmo tempo feliz, por saber que existem pessoas que agradecem os filhos que receberão, sendo eles de que jeito vieram.
    Nós que estamos na Associação de País e Amigos dos Excepcionais ( APAE ), ficamos muito felizes pela Ana, Maria e muitas outras MÃES e Filhos que estão nessa luta por uma vida melhor.
    Parabéns, e que DEUS vos abençoe.

  • Responder Cinthia Zanetti Outubro 29, 2015 em 23:31

    Mensagem perfeita …. E confesso, sou um pouquinho de cada coisa descrita sim; minhas imperfeições me dão garra para lutar por minha filha Anna Bianca a ter uma vida feliz, realizada e sem preconceitos.

  • Responder Gislaine Outubro 30, 2015 em 20:16

    Oi Mãe da Maria…rs, tudo bom?
    Entrei no seu blog pois o vi numa página do face e, como tbém sou mãe de um autista, quis dar uma espiadinha…rs
    Esse texto que vc passou é, realmente, muito encorajador. Eu já o conhecia e o usei numa palestra que, eu o meu marido demos, num encontro de casais. Fiz algumas adaptações em relações aos nomes (pois queria colocar nomes verdadeiros de alguns casais que ali estavam) e, conseguimos atingir mais do que o nosso objetivo; e isso, para nós como pais de pessoas especiais, foi muito gratificante.
    Meu nome é Gislaine e do meu filho, Marco Antonio. Ele tem 24 aninhos e é, até, bem independente, dentro de suas limitações mas, sempre será meu bebezão…
    É isso que eu queria compartilhar tbém com vc…bjs e fiquem c/ Deus…

  • Responder Maria Silvia Guichard Novembro 1, 2015 em 21:17

    Adorei o texto e o relato das mães eu também me vi a 22 ANOS atras passar por tudo isso tenho uma princesa muito linda chamada Louise com síndrome de Down totalmente independente faz vários tipo de esporte
    Agradeço todas as Marias e logicamente Deus

  • Responder Maria Inácia Limeira Da Silva Novembro 2, 2015 em 23:52

    “Ana querida tenha uma linda noite e que “DEUS” as Abençoe e sei que “MARIA” é realmente um “ANJO.”Eu recebi essa mensagem da minha cunhada,e só hj consegui visualizar.Sou “MÃE” de um lindo menino”ESPECIAL”;Ian Parlom,ele tem 6 anos e é portador da Síndrome de: Shwartz-Jampel.Já conhecia o “TEXTO.”Recebi de uma Mãezinha aonde o Ian faz “FISIOTERAPIA.”Um grande beijo.

  • Responder luciana Dezembro 18, 2015 em 20:47

    Boa noite! Primeiramente gostaria de agradecer por suas palavras que foram um bálsamo em meu coração ! Sou mãe de um menino lindooo um anjo chamada João Gabriel que eh mais que especial… ele é uma jóia que Deus me emprestou para cuidar , amar , e ser a melhor mãe que posso! Sou grata a Deus por ter me dado esse anjo lindo em minha vida

  • Responder JAQUELINE MARIA BENEDITA ALVES DA SILVA Abril 21, 2016 em 15:17

    “Linda mensagem”.Deus é maravilhoso. Sabe De todas as coisas.!

  • Responder Flávia Araújo Eleutério Miani Abril 22, 2016 em 02:42

    Boa noite. Sou Flávia
    Também sou mãe de um anjo, muito especial.
    E já, me fiz esta pergunta várias vezes,por que fui escolhida? Qual o critério que Deus teve para nos escolher?
    Me acho uma pessoa comum e falha.
    Tenho a sensação, que poderia ser uma mãe ainda melhor a cada dia.
    Somos uma linda família, ,a Leticia com síndrome down 24 anos, a Laura com 17e o Lucas com 15.
    Ela é muito amada, e querida.
    Um espírito de luz,transparente, cristalina, amável, delicada, e carinhosa.
    Sou muito feliz e orgulhosa, por Deus ter nos escolhido,em fazer parte desta história de vida, juntas, de altos e baixos, de superação, e dedicação, e de aprendizado.
    E nos mostrar o verdadeiro significado da vida, que é o amor, mais puro e verdadeiro.
    Ana me emocionei, em ler o seu blog.
    Obrigada. Felicidades para vc e sua família.

  • Responder Rosana Chaves Silveria Rabite Maio 12, 2016 em 03:01

    LINDO TEXTO !!! APENAS QUEM TEM UM(A) FILHO(A) ESPECIAL PODE SENTIR O VALOR DE CADA PALAVRA COM TODA SUA ESSÊNCIA. PARABÉNS POR SEU TRABALHO!!!! <3

  • Responder Maria José Maio 12, 2016 em 21:35

    Não consegui passar sem deixar um comentário,lindo muito lindo este texto…Eu fui mãe e ainda me considero mãe de uma menina especial,ela tinha hemipertrofia direita,atraso psicomotor,autismo,e mais coisas que os médicos nunca descobriram,ela começou a andar aos 4 anos,nunca falou,nem deixou de usar fraldas,mas era muito,muito esperta,mas infelizmente aos 6 anos apareceu -lhe um tumor cerebral ,ai deixou de andar e com o tempo de se mexer,passado 6 meses e meio , já com os 7 aninhos feitos,Deus levou — a para junto dele ;( ….

  • Responder Silvia Carvalho Maio 23, 2016 em 23:26

    Olá Ana,

    Encontrei seu blog e li este lindo texto.

    Peço-lhe autorização para copiar e ler numa palestra de comemoração ao Dia das Mães Especiais .

    Agradeço muito desde já !

    Cordialmente, Sílvia Carvalho

    • Responder Ana Rebelo Maio 23, 2016 em 23:39

      Olá Silvia. Tal como menciono o texto não é meu é de um autor desconhecido. Foi-me enviado por uma leitora do blogue e eu partilhei-o. Por mim pode utilizar sem qualquer problema. Obrigada. Bjs

  • Responder Silvia Carvalho Maio 24, 2016 em 00:52

    Muito Obrigada, Ana! É um texto comovente… Beijocas com carinho!

  • Responder Ana Maria do Nascimento Setembro 14, 2016 em 11:23

    Bom dia anjo, foi muito emocionante saber um pouco da história de vocês, pois eu também tenho filhos especiais o primeiro nasceu com os pés tortos congênito lutei muito com ele mas vence. Ah seis meses atrás nasceu minha amada isabella com anemia falciforme, luto com ela novamente à cada 21 dias ela tem que tomar uma bezentacil e o ácido folico 1 por semana para evitar crises. É um sofrimento mas é tão bom cuidar de quem a gente ama. Agradeço a Deus por ter me escolhido duas vezes, pois eu sou uma mulher especial ao ver de Deus.Parabéns por ser especial (ANJO).

  • Responder Elisangela Setembro 26, 2016 em 16:50

    Oi Ana…sou nova por aqui como sou nova nesse mundo tão nosso de ter um filho especial. Minha Luiza tem 2 aninhos e é especial. Hoje…depois de tanto tempo sem chorar, sem me deprimir, sem questionar amanheci um pouco triste e aquele aperto no peito voltou a doer.
    Foi ai que encontrei seu blog.
    Eu leio e releio mensagens de motivação para mães de filhos especiais, mas nenhuma delas me conforta, nemhuma ameniza essa dor.
    O que faço? Pois somente alguém que entende o que sentimos pode responder. Me ajude e pedoe o desabafo.

  • Responder marcia figueiredo Outubro 20, 2016 em 22:32

    Ola Ana eu tenho 3 maravilhosos filhos 2 deles também sao especiais
    eles sao autistas eu sei o quanto é dificil e a dor que recentimos
    o que nos definem é a coragem e o amor que temos uns pelos outros
    e é o que nos faz avançar todos os dias

  • Responder luziane Novembro 3, 2016 em 11:53

    Que venha abençoar sua familia. E em especial a sua linda filha Maria! fiquem com Deus.

  • Responder Ana Paula Dezembro 30, 2016 em 12:20

    Ola Ana. Tambem sou mae de uma menina especial de 9 anos Ana Beatriz, com 2 sindromes graves um deles raro que a torna totalmente especial. Nunca me senti especial mas quando os olhos da minha menina me fixa sinto me unica. O amor que sinto da sua parte e unico e maravilhoso. Nesse momento sou especial. E digo de coracao que tenho mais 3 filhos que me amam, mas este e especial e diferente. Estas criancas amam sem medida e so lhe podemos corresponder da melhor forma possivel. O que eu desejo seja suficiente. Deus nos ajude a todas as mães de meninos especiais.

  • Responder Vanda Patricia Maio 11, 2017 em 15:26

    Lindo depoimento.
    Também tenho um filho que é especial, me encontrei no seu texto qdo Deus diz: – “Esse vou dar pra aquela Mães que tem muita alegria” Meu filho tem 17 anos é um lindo rapaz é tbem tem a minha alegria. ❤mor maior não há.

  • Deixar Comentário