“A verdade de cada um” e esta é a do Ricardo!

Junho 7, 2018
FullSizeRender-16

Todos conhecem o Ricardo Carriço. Cá em casa temos o privilégio de “privar” com ele e ver bem de perto todas as qualidades que lhe assistem. Na brincadeira, muitas vezes lhe digo que chega a ser “irritante” fazer tantas coisas e tão bem. E sempre que lho digo, ele sorri com aquele ar de criança sonhadora.

Todos nós temos sonhos, mas há aqueles que têm e os agarram de tal forma que lhes dão vida. Isto é um talento só de alguns, pois para além de dar muito trabalho, exige uma entrega brutal. Mas o Ricardo tem-no, é um fazedor de sonhos!

Incapaz de dizer não a um projecto em que acredita, seja próprio ou de alguém que o desafia, segue sempre para onde encontra algo que o preenche. O enorme coração impele-o a dar a cara e participar em várias causas sociais. A entrega é tão grande que acabam sempre por ser bem sucedidas.

E agora, para além de todos os outros sonhos e projetos, nasceu mais um! O livro autobiográfico ” A verdade de cada um”.

Não sei já tiveram a oportunidade de o ler. Eu já e só vos digo que é genial. Li-o de uma penada. Ri, chorei, dei umas gargalhadas valentes – e acima de tudo fiquei com uma certeza – é preciso ser-se enorme para ter a coragem de expor vulnerabilidades, sem ter essa necessidade!

Ser figura pública é avassalador. É-lhes sempre exigida perfeição, quando todos sabemos que a perfeição não existe. Ter a coragem de escrever e assumir o caminho que percorremos, sem nada ocultar, é só para alguns – aqueles que têm a capacidade de pensar muito além deles próprios. E o Ricardo fê-lo!

O exemplo dá-se assim, com verdade. E essa, a história de cada um, tem tristezas e alegrias, más e boas escolhas. É o conjunto de todas elas, que de mão dada com a experiência e vivência ditam, na equação da vida, o resultado final: a “verdade de cada um”.

O livro foi escrito pelo Marco António Reis, que brilhantemente passou para o papel o relato de várias histórias da vida do Ricardo, que no seu conjunto resultaram num livro extraordinário.

Ao Ricardo deixo aqui uma “vénia”! Parabéns pela coragem de deixares de ter uma vida (até agora) só tua e generosamente a partilhares com todos.

Fica a dica, leiam o livro pois sei que vão amar!

A mãe da Maria (Ana Rebelo)

 

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário