A saudade é uma benção

Julho 31, 2017

A saudade é uma benção. Só a merece quem leva consigo o que é bonito, o que é bom. O que foi, o que é e o que ainda vai ser. Saudade do que já foi é benção duas vezes: primeiro vivemos, depois lembramos. Já a saudade do que virá é uma promessa boa, motivação, esperança na vida.

Quem sente saudade tem um pôr do sol no peito para sempre. Guarda na alma o calor bom do final de tarde, a lembrança quente do que passou agora, a consciência limpa e leve de todo bem que veio e permaneceu em nós.

Há saudade que dói, dói até mostrar que ela é só o que nos resta do que já foi, de quem passou. Saudade é uma forma bonita do amor ficar em nós para sempre. Quando parar de doer vira cicatriz, companhia, marca, herança. Lembrança boa.

Há saudade leve. Quando que nos faz rir sozinhos, lembrando uma cena engraçada. Tem saudade que chora baixinho com a beleza. Tem tanta coisa bonita por aí! Bonita de nos fazer chorar quando encontramos e recordamos. É que saudade também é uma forma que o coração encontra de encontrar de novo. É a alegria do reencontro. A surpresa boa. Saudade é o amor a nos lembrar que continuamos vivos, firmes e fortes.

Mas a saudade nós não entendemos mesmo. Não se explica. Saudade sentimos aqui dentro do que já ganhou o mundo aí fora. Prova de que tudo o que a amamos vai durar para sempre.

Fonte www.contioutra.com | Adaptação do texto A saudade é uma benção. Só sente quem tem o que vale a pena lembrar

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.