A importância do que mora no coração

Janeiro 7, 2018
FullSizeRender

Jamais conseguiremos mensurar a importância de algo que mora na lembrança e no coração. Há coisas que não valeriam um centavo, mas que para nós são verdadeiras relíquias. Há vivências que jamais poderiam ser substituídas. Aquelas que nasceram no comum da vida, mas provocaram encantamento. Provocaram um tipo de arrebatamento que não tem explicação lógica, não pode ser descrito em palavras. Há coisas que nos resgatam do que é terreno e palpável e nos aproximam de Deus. Essas são as coisas mais simples. Essas são as coisas extraordinárias.

Acredito que as crianças estão mais próximas do extraordinário, porque conseguem tocar o eterno com seus bracinhos curtos e a sua alma livre.

Quando começamos a entender que o extraordinário está no ordinário da vida, passamos a perceber melhor os detalhes. Passamos a entender o propósito do cheiro do perú assado que invade a casa na véspera de natal, passamos a valorizar a algazarra das crianças com uma guerra de almofadas, passamos a não nos importar com a bagunça em que a casa fica depois da noite de ano novo.

Descobrimos que nada faz sentido se não estivermos com a alma presente. Nada faz sentido se não estivermos dispostos a ser vulneráveis. Vulnerável ao perceber que a passagem do tempo nos apavora, e é por isso que mais vale uma toalha de mesa cheia de manchas, do que guardanapos imaculadamente engomados e guardados no fundo de uma gaveta.

Existe alma em tudo a que atribuímos sentimento. O que ninguém nos conta é que é preciso coragem para mergulhar fundo na existência. Coragem para absorver as delicadezas, miudezas de tudo que é comum e corriqueiro. Coragem para não nos blindarmos nos eventos que nos alcançam nas horas mais distraídas e que serão lembrados para sempre. Coragem para descobrir que se queremos que a vida seja realmente extraordinária, vai doer um bocadinho, mas esse preço é muito pequeno diante de tudo que iremos ganhar.

Fonte asomadetodosafetos.com | Adaptação do texto As histórias extraordinárias moram nos momentos simples

Também Poderá Gostar

1 Comentário

  • Responder A importância do que mora no coração - Baby Blogs Portugal Janeiro 7, 2018 em 23:19

    […] Acredito que as crianças estão mais próximas do extraordinário, porque conseguem tocar o … Ver artigo completo no Blog […]

  • Deixar Comentário