A bateria toca ao ritmo da Maria

Julho 29, 2015

Olá! Aqui estou eu o Tomás, novamente, para vos contar mais uma tarde de segunda feira. Uma tarde, cheia de ritmo, música e gargalhadas, tal como é “quase” sempre com a Maria. Depois de um fim de semana muito divertido, cheio de novos amigos, diversão e maluqueira, estávamos cansados e todos queríamos o mesmo – apenas descansar.

A meio da tarde e já cansado de não fazer nada, de um momento para o outro lembrei-me de ir tocar bateria. Passei pelo quarto da Maria peguei na mão dela e perguntei – Vamos tocar bateria? Tal como eu, a Maria adora ritmo. Ela ainda vai cantando alguma coisa, já eu canto tão mal que nem queiram saber, mas quando o tema é ritmo aí sim já dou uns “toques”, daí a bateria na nossa casa. É claro que ouvi logo um grande YEE e lá fomos nós a correr para a bateria.

Enquanto ía organizando os tambores atirei as baquetas para a mão dela e, mesmo sem estar tudo montado, já se ouvia a Maria a bater com as baquetas uma na outra, tal como faz um baterista profissional para marcar o ritmo antes de iniciar um grande concerto.

A maioria das vezes tento que ela siga um determinado ritmo. Desta vez tentei que ela tocasse o “We will rock you” dos Queen. Tocava e pedia para me seguir, voltava a fazer e tentava que ela repetisse, mas nada feito ela dava uma gargalhada e tocava apenas o que queria e sem que nada a demovesse. Passava de uns ritmos muito lentos para uns frenéticos quando ninguém estava à espera, o que dava sempre em gargalhada. Está visto cá em casa a bateria toca ao ritmo da Maria. É ela que comanda, toma a iniciativa e toca o que quer. Eu espero pela minha vez e “Mai nada”!

Pel´O irmão da Maria (Tomás)

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.