3 dicas para ensinar a empatia

Novembro 25, 2016

A empatia é a base de todos os relacionamentos. A falta dela é um dos maiores problemas do mundo. Conheça três simples, mas poderosas, formas de encorajar os seus filhos a importarem-se com quem está à volta.

1. Ensine o nome dos sentimentos:

Mesmo as crianças mais inteligentes não sabem expressar todas as suas emoções em palavras. Não deixe passar nenhuma emoção ou sentimento do seu filho sem lhe dar o nome.

Esta ligação estimula as crianças a refletirem e falaram sobre todos os sentimentos. As crianças (como todos nós) adoram atenção. Então, aproveite para ficar um tempo com seu filho e mostrar-lhe um álbum de fotografias. Peça-lhe para ele identificar as expressões das pessoas: se estão alegres, assustadas ou zangadas. Ele vai começar a pensar no outro e a ligar as expressões às emoções.

2. Dê o exemplo

Ver os pais interagindo com as outras pessoas é uma ótima forma de fazer os filhos desenvolverem a empatia. Use todas as oportunidades que tiver para demonstrar sensibilidade. Sorria para as pessoas, importe-se de forma verdadeira com os outros, pergunte-lhes como foi o dia, segure a porta para quem vem atrás, ajude sempre quem precise.

“Quando os filhos nos vêem a ser gentis com os outros, percebem a mudança do tom de voz, na linguagem corporal e vão agir da mesma forma”.

3. Dê espaço para a prática da empatia

Incentive os seus filhos a conviver com pessoas de vários círculos. Assim, eles vão perceber que não somos iguais e que é normal termos gostos e hábitos diferentes. Eles aprenderão a pôr-se no lugar de cada um e que os “lugares” são sempre diferentes.

A mãe da Maria (Ana Rebelo)

 

Também Poderá Gostar

Sem comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.