10 dicas para entender e respeitar a pessoa com deficiência

Agosto 21, 2016
FullSizeRender-42

Acredito que muitos ainda tenham dificuldade em lidar com a deficiência. Hoje partilho um texto, que descobri há uns dias, com 10 dicas para ajudar a entender e a respeitar as pessoas com deficiência:

  1. Lembre-se que as pessoas com deficiência são indivíduos. Elas não pertencem à família, aos médicos ou aos terapeutas.
  2. Não há duas pessoas deficientes iguais, independente do rótulo que lhe seja imposto, são seres “únicos”. Não existem duas crianças com síndrome de Down iguais, ou dois adultos com deficiência auditiva que respondam ou reajam da mesma forma.
  3. Têm exatamente o mesmo direito à auto-realização que qualquer outra pessoa, no seu ritmo, à sua maneira e pelos seus próprios meios. Somente elas podem superar as suas dificuldades e encontrarem-se a si mesmas.
  4. Têm a mesma necessidade de amar e serem amados, de aprender, partilhar, crescer e experimentar, que qualquer outro. Não existem mundos separados. Existe apenas um mundo.
  5. As pessoas com deficiência têm o mesmo direito de fraquejar, falhar, sofrer, desacreditar, chorar, proferir impropérios, se desesperar. Protegê-las dessas experiências é evitar que vivam.
  6. Somente as pessoas com deficiência podem dizer o que é possível para elas.
  7. As pessoas com deficiência, independente do grau, têm um potencial ilimitado para se tornar não no que nós queremos que sejam, mas sim no que elas desejem ser.
  8. As pessoas com deficiência devem encontrar sua própria maneira de fazer as coisas – impor-lhes os nossos padrões (ou  cultura) é destrutivo. Existem muitas maneiras de atar os sapatos, beber em um copo de água, assim como há muitas formas de aprender. Cada um deve encontrar a forma melhor forma de o fazer.
  9. As pessoas com deficiência também precisam do mundo e das outras pessoas para que possam aprender. A aprendizagem não acontece no ambiente protetor do lar ou numa sala de aula, como muitas pessoas acreditam. O mundo é uma escola, e todas as pessoas são professores. Não existem experiências insignificantes.
  10. Lembre-se de que todas as pessoas com deficiência têm direito à honestidade em relação a si mesmas e à sua condição. Ser desonesto é o pior serviço que alguém lhes pode lhes prestar. A honestidade constitui a única base sólida sobre a qual qualquer tipo de crescimento pode ocorrer.

Fonte: Deficiente.com.br | Tradução e adaptação do texto: 12 Preceitos

Também Poderá Gostar

1 Comentário

  • Responder Carlos Correia Agosto 25, 2016 em 16:41

    Boa tarde

    Gostaria de deixar o meu reconhecimento e agradecimento à “Mãe da Maria” pela sua entrega total à causa da sua filha. Sobretudo é necessário não esconder estas situações, porque a razão de haver muitas lacunas no apoio a pessoas com algum tipo de deficiência resultam de desconhecimento e algum alheamento por parte de quem decide.

    Cumprimentos

    Carlos Correia
    Lourinhã

  • Deixar Comentário